×
policarbonato lexan

Instruções de limpeza de chapas de policarbonato Lexan

Por Day Brasil

23 de October de 2020

O policarbonato LEXAN ™ da SABIC fornecido pela Day Brasil oferece um portfólio de filmes e chapas de alto desempenho e soluções completas para clientes de diversos segmentos, incluindo o transporte coletivo, produtos eletrônicos de consumo, vidros, obras e construções.

Nós auxiliamos os clientes oferecendo materiais que atendem as mais variadas normas técnicas, permitindo que encontrem novas soluções para as constantes evoluções em segurança, bem como os desafios relacionados de sustentabilidade e redução de custo. Os produtos de policarbonato LEXAN da SABIC são extrudados diretamente da resina LEXAN™ e oferecem vantagens significativas em relação aos materiais de vidro em termos de liberdade no desenho, peso, desempenho contra o fogo, proteção UV e isolamento térmico.

Além disso, as chapas LEXAN combinam alta resistência a impactos e excelente qualidade visual, fornecendo assim segurança superior e proteção contra vandalismo e invasões. A limpeza periódica das chapas de policarbonato LEXAN, utilizando os procedimentos corretos com limpadores domésticos compatíveis, é recomendada para prolongar a vida útil do seu material. Logo abaixo, você poderá ler e aprender como limpar as chapas LEXAN das melhores formas e como mantê-las em boas condições.

Estas recomendações de limpeza se aplicam a todas as chapas de policarbonato LEXAN™, incluindo as chapas LEXAN MARGARD™ e chapas™ TECPOLI (Alveolar). Essas técnicas são baseadas nas práticas padrão da indústria.

 

PROCEDIMENTO DE LIMPEZA MANUAL

PARA PEQUENAS ÁREAS: 1 Lave suavemente a chapa com uma solução de sabão neutro e água morna, utilizando um pano macio, ou uma esponja para soltar qualquer poeira ou sujeira.

2 Respingos de tinta fresca, graxa e compostos de vidro manchados podem ser facilmente removidos antes da secagem ao esfregar levemente com um pano macio, utilizando éter de petróleo (BP65), hexano ou heptano. Em seguida, lave a chapa utilizando sabão neutro e água morna.

3 Arranhões e pequenas abrasões podem ser minimizados utilizando uma cera neutra para automóveis. Sugerimos que seja feito um teste em uma pequena área da chapa com a cera selecionada e que as instruções do fabricante da cera sejam seguidas, antes de utilizar a cera em toda a chapa.

4 Por fim, enxágue totalmente com água limpa para remover qualquer resíduo do agente de limpeza e seque a superfície com um pano macio para prevenir manchas de água.

 

PROCEDIMENTO DE LIMPEZA AUTOMATIZADO PARA GRANDES ÁREAS:

1 Limpe a superfície utilizando um limpador de água de alta pressão (máx. 100bar ou 1.450psi) e/ou um limpador a vapor. Sugerimos que seja feito um teste em uma pequena área antes da limpeza da chapa inteira.

2 O uso de aditivos na água e/ou vapor deve ser evitado.

 

 

OUTRAS INSTRUÇÕES IMPORTANTES PARA TODAS AS CHAPAS LEXAN:

 

  • Nunca utilize limpadores abrasivos ou altamente alcalinos nos materiais de policarbonato LEXAN.
  • Nunca utilize solventes aromáticos ou halogenados, como tolueno, benzeno, gasolina, acetona ou tetracloreto de carbono nos materiais de policarbonato LEXAN.
  • O uso de materiais de limpeza incompatíveis com a chapa LEXAN podem provocar danos estruturais e/ou de superfície. Entre em contato com a Day Brasil em caso de dúvidas sobre como limpar seu material.
  • O contato com solventes duros, como a metiletilcetona (MEK) ou ácido clorídrico podem resultar em degradação da superfície e possível craqueamento das chapas de policarbonato LEXAN.
  • Nunca esfregue com escovas, lã de aço ou outros materiais abrasivos.
  • Nunca utilize rodos, lâminas ou outros instrumentos afiados para remover depósitos ou manchas.
  • Não limpe a chapa de policarbonato diretamente sob a luz do sol ou em altas temperaturas, pois isto pode causar manchas.
  • Para todos os produtos químicos mencionados, consulte a ficha de segurança do material para segurança adequada.

 

 

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA PARA CHAPAS ALVEOLARES E CORRUGADAS:

 

  • Os limpadores e solventes geralmente recomendados para uso em policarbonato não são necessariamente compatíveis com as superfícies protegidas contra raios UV dos materiais das chapas de policarbonato alveolar.
  • Não utilize álcool sobre as superfícies protegidas contra raios UV da chapa LEXAN.
  • Nunca limpe a superfície das telhas de policarbonato e das chapas corrugadas.

 

REMOÇÃO DE GRAFITE DA CHAPA MARGARD™ LEXAN™

Utilize butil glicol com um pano limpo e macio para remover tintas e marcas de caneta. Em seguida, lave a chapa utilizando sabão neutro e água morna e, então, enxágue com água limpa para remover resíduos e seque com um pano macio.

  • Fita crepe e fita adesiva Tectape funciona bem para retirar tintas velhas e desgastadas.
  • Para remover adesivos de rótulos, o uso de querosene ou éter de petróleo (BP65) é geralmente efetivo. Caso o solvente não penetre o material adesivo, aplique calor (secador de cabelo) para amolecer o adesivo e auxiliar na remoção. Em seguida, o procedimento de limpeza para pequenas áreas, como destacado anteriormente, deve ser seguido.

 

VISÃO GERAL DA COMPATIBILIDADE QUÍMICA

 

Esta visão geral apresenta a resistência química da chapa de policarbonato não revestida LEXAN™.

A compatibilidade química dos termoplásticos, por exemplo, da chapa de policarbonato LEXAN depende do tempo de contato, da temperatura e do estresse (estresse externo ao qual a aplicação está sujeita). A exposição química pode resultar em descoloração, amaciamento, inchaço, craqueamento, rachaduras ou perda das propriedades do termoplástico. Os produtos químicos listados foram avaliados para a chapa LEXAN™ de acordo com um método de teste muito rigoroso da SABIC.

Este teste incorpora a exposição ao produto químico sob condições definidas, incluindo temperatura (20 e 80º C) e estresse (0,5 e 1% de pressão) por um período de sete dias. Os resultados são listados na visão geral, utilizando os símbolos (+ ou 0 ou -), que são explicados abaixo.

Estas informações devem ser usadas apenas como indicação. A verdadeira compatibilidade química só pode ser determinada sob as condições da aplicação final. Entre em contato com nossa equipe técnica, caso necessite de mais informações, por exemplo, relacionadas às soluções em chapa de policarbonato revestidas.

– Fraco Não recomendado – resultará em falhas ou degradação severa. 0 Justo Encontrado apenas marginalmente para breves exposições em temperaturas mais baixas ou quando a perda de propriedades não é crítica.

+ Bom Considerado como não afetado em seu desempenho quando exposto em relação ao tempo, temperatura e estresse, de acordo com o método de teste da SABIC.

Ácido, Mineral

Borato de sódio +

Cloreto de hidrogênio 20% +

Cloreto de hidrogênio 25% –

Fluoreto de hidrogênio 25% +

Ácido nítrico 70% –

Ácido perclórico –

Pentóxido de fósforo seco +

Ácido fosfórico 1% +

Ácido fosfórico 10% –

Pentacloreto de fósforo +

Ácido sulfúrico 50% +

Ácido sulfúrico 70% –

Ácido sulforoso 5% –

Ácido, Orgânico

Anidrido acético –

Ácido fórmico concentrado –

Ácido gálico +

Ácido maleico +

Ácido acético mercapto –

Ácido oleico +

Ácido palmítico +

Ácido fenolsulfônico –

Ácido fenoxiacético +

Anidrido ftálico +

Ácido salicílico +

Ácido tânico +

Ácido tânico 20% –

Ácido tiodiacético +

Ácido tricoloacético 10% –

5% Ácido sulfâmico 0

Álcool

Álcool alílico –

Álcool de amila –

Butoxietanol –

Cloroetanol 2 –

Decanol –

Dodecanol –

Etanol –

Etil glicol 100% –

Etil glicol 60% +

Álcool furfuril –

Glicerina +

Álcool Heptila –

Isobutanol 0

Álcool de nonila –

Álcool de octila +

Oxidietanol 2.2 +

Álcool fenetila –

Polialquileno glicol –

Polietileno glicol +

Propileno glicol –

Sorbitol +

Tiodiglicol 5% –

Glicol trietileno +

Glicol tripropileno –

Aldeído

Acetaldeído –

Butiraldeído –

Solvente de formaldeído 37% +

Formalina +

Propionaldeído –

Amido

Dimetilformamida –

Amina

Anilina –

Difenilamina –

Metilanilina N –

Metileno dianilina –

Fenilhidrazina –

Piridina –

Trietanolamina +

Hidroxilamina +

Base

Pó de hidróxido de alumínio +

Concentrado de amônia –

Hidróxido de amônia 0,13% –

Hidróxido de cálcio –

Hidróxido de potássio 10% –

Hidróxido de sódio seco +

Hidróxido de sódio 10% –

Thotalamate de sódio +

Éster

Benzoato de benzila –

Acetato de butil cellosolve –

Estearato butila –

Acetobutirato de celulose –

Acetato de celulose –

Propionato de celulose –

Ftalato dibutílico –

Carbonato dodecanol –

 

Diisodecil Ftalato –

Diisononil ftalato +

Dioctil ftalato –

Dioctil sebacato –

Ditridecil carbonato –

Ditridecil ftalato –

Bromoacetato de etila +

Butirato de etila –

Etil cellusolve 5% –

Cloroacetato de etila –

Cianoacetato de etila –

Lactato de etila –

Salicilato de etila –

Miristrato isopropílico –

Acetato de metila +

Salicilato de metila –

Metilbenzoato –

Triacetina –

Tributoxietil fosfato –

Cello fosfato de tributila –

2 Dodecanol fenil carbonato +

Éter

Éter –

Etil cellosolve 5% –

Metil cellosolve –

Polialquileno glicol –

Polietileno glicol +

Sulfeto de polietileno –

Óxido de propileno –

Gasoso

Concentrado de amônia –

Bromina –

Cloroacetofenona –

Cloro –

Iodo –

Isobutano –

Metano –

Oxigênio +

Ozônio 2% –

Propileno +

Dióxido de enxofre –

Hexafluoreto de enxofre –

HC Halogenado

Dibromo acetileno –

Tetrabrometo de acetileno –

Bromoclorometano –

Tetracloreto de carbono –

Cloroetanol 2 –

Clorobenzeno –

Clorobutano –

Clorofórmio –

Dibromometano –

Dicloroetano –

Diclorohidroxibenzeno +

Diclorometano –

Etil bromoacetato +

Cetona

Metiletilcetona –

Metal e Óxido de Metal

Óxido de alumínio +

Trióxido arsênico –

Pasta de óxido de cálcio –

Óxido cuproso +

Mercúrio metálico –

Fenol

4-Alil-metoxifenol –

Cresol –

P–

Fenilfenol –

Pentaclorofenol –

Fenol 5% –

Fenoxiacético +

Sal, Inorgânico

Sulfato de alumínio e amônio –

Cloreto de alumínio –

Fluoreto de alumínio +

Sulfato de potássio e alumínio –

Sulfato de sódio e alumínio +

Bicarbonato de amônia +

Brometo de amônia +

Carbonato de amônia –

Dicromato de amônia +

Perssulfato de amônia +

Trióxido arsênico –

Carbonato de bário +

Cloreto de bário +

Sulfato de bário +

Pasta de carbonato de cálcio –

Cloreto de cálcio +

Sulfato de cálcio +

Brometo de césio +

Cloreto de cobre (II) 5% +

Cloreto de ferro (II) –

Sulfato de amônia e ferro (III) +

Cloreto de ferro (III) saturado +

Nitrato de ferro (III) –

Sulfato de ferro (III) +

Brometo de lítio +

Pó de hidreto de lítio +

Brometo de magnésio +

Cloreto de magnésio +

Nitrato de Magnésio +

Nitrato de níquel +

Bicarbonato de potássio seco +

Bissulfito de potássio +

Bromato de potássio +

Brometo de potássio +

Carbonato de potássio +

Clorato de potássio +

Cloreto de potássio saturado –

Cloreto de potássio 15% +

Sulfato de crômio e potássio –

Pó de cianeto de potássio +

Dicromato de potássio +

Iodeto de potássio +

Nitrato de potássio +

Permanganato de potássio –

Perssulfato de potássio +

Sulfato de potássio +

Cloreto de prata saturado –

Nitrato de prata +

Bicarbonato de sódio saturado 0

Bicarbonato de sódio 13% –

Bissulfato de sódio +

Bromato de sódio +

Brometo de sódio +

Carbonato de sódio +

Solvente de carbonato de sódio –

Clorato de sódio +

Eterlautilfulfato de sódio 0

Ferricianeto de sódio +

Fluoreto de sódio +

Hipoclorito de sódio 6% +

Hipoclorito de sódio 15% –

Nitrato de sódio 10% –

Perborato de sódio +

Fosfato de sódio +

Silicato de sódio +

Sulfeto de sódio –

Sulfito de sódio +

Brometo de estrôncio +

Cloreto de latão (II) +

Cloreto de latão (IV) +

Tetracloreto de titânio +

Fosfato trissódico 5% –

Brometo de zinco +

Óxido de zinco –

Sulfato de zinco +

Sal, Orgânico

Acetato de alumínio +

Acetato de amônia –

Oxalato de amônia +

Sulfato de anilina +

Acetato de potássio 30% –

Sulfato de quinino –

Acetato de sódio 30% –

Brometo de valina dl +

Quer saber mais sobre as chapas de policarbonato e suas aplicações? Veja mais em nosso  blog e site  como a Day Brasil tem ajudado empresas de outros setores com o fornecimento de policarbonato e outros materiais,  fale com a gente!

 

barreiras de proteção

Day Brasil

Gerente de Marketing Day Brasil

Você também pode gostar...

policarbonato lexan Curiosidades

Instruções de limpeza de chapas de policarbonato Lexan

por Day Brasil

Veja recomendações de limpeza se aplicam a todos as chapas de policarbonato LEXAN™ Leia mais >>

Toldo de policarbonato Aplicações de Produto

Toldos de policarbonato | A escolha mais inteligente

por Day Brasil

Entenda os benefícios de optar por toldos de policarbonato Leia mais >>

Aplicações de Produto

LOCTITE® PC 9237 | BIG FOOT

por Day Brasil

5 razões pelas quais Loctite PC 9237 | Big Foot é indispensável no seu kit de manutenção Leia mais >>

Proteção acrílico Cases de Sucesso

Escritórios e academias – Conheça exemplos de aplicação de barreiras

por Day Brasil

Barreiras de proteção transparentes Leia mais >>

Escritório novo normal Aplicações de Produto

Barreiras de proteção em policarbonato: Day Brasil prepara seu escritório de São Paulo

por Day Brasil

Day Brasil prepara seu escritório de São Paulo Leia mais >>

proteção escola Aplicações de Produto

Escolas terão que se adequar para proteção de alunos

por Day Brasil

Proteção para alunos e funcionários em escolas Leia mais >>

Precisa de ajuda? Fale conosco

Converse com a nossa equipe de atendimento via Whatsapp.

  • Construção Civil e
    Comunicação Visual

    Das 8h às 12h e das 13h às 17h30 de segunda a sexta-feira.

  • Indústria

    Das 8h às 12h e das 13h às 17h30 de segunda a sexta-feira.

Preencha os campos abaixo com seus dados para que possamos retornar, caso caia a conexão.



Voltar

Preencha os campos abaixo com seus dados para que possamos retornar, caso caia a conexão.



Voltar