×
Fitas adesivas

8 Curiosidades sobre fita adesiva

Por Day Brasil

29 de April de 2021

A fita adesiva atualmente é um material usado para realizar aplicações em diversos segmentos na industria, construção civil e até em colagens do dia a dia. O produto é um sucesso, porque possui várias características benéficas para fixações técnicas e simples.

 

Além disso, existem diversos modelos de fitas adesivas disponíveis no mercado, o que torna o material mais versátil. Apesar de ser bastante utilizada, certas características são desconhecidas por muitas pessoas.

 

Para que você possa conhecê-la melhor e saber quando usá-la, vamos explicar abaixo suas principais particularidades e ainda listar 8 curiosidades sobre fita adesiva que você não pode dormir sem saber! Confira!

Principais características da fita adesiva

Fitas adesivas são usadas hoje em dia, por exemplo, para substituir pregos, parafusos, soldas, fazer sinalizações, colagens, aplicações de fixação e lacrar caixas de papelão.

Elas são utilizadas em tantos cenários, principalmente porque conseguem unir permanentemente diversos tipos de materiais, como o vidro, alumínio, aço e superfícies com pinturas ou revestimentos.

Mas, as fitas também estão se tornando as preferidas dos profissionais de várias áreas, pois elas são mais fáceis de serem aplicadas que outros materiais e mais acessíveis.

Esse produto ainda reduz o peso de equipamentos, o que é benéfico na hora de transportá-lo. Isso acontece, por exemplo, quando ela é usada para substituir pregos e parafusos em uma máquina.

 

Curiosidades sobre fita adesiva

Agora que você sabe quais são as principais características da fita adesiva, confira 8 curiosidades incríveis desse produto:

 

1. Qual é a mais forte

De acordo com o dicionário Houaiss, força é “um agente físico capaz de alterar o estado de repouso ou de movimento uniforme de um corpo material”. Pensando nesse conceito de força, em certas aplicações, a fita adesiva tem que ser mais que forte, ela precisa ser praticamente inquebrável.

Nesses casos, a fita ideal é a filamentosa Tectape 500, que suporta um esforço mecânico de aproximadamente 150 kg/25 mm. 

Devido a essa característica, ela é considerada a fita adesiva mais forte, é utilizada em aplicações de fechamento de bobinas de aço e até em reforço de tubos flexíveis para extração de petróleo em águas profundas!

 

2. Aguenta altas temperaturas

Fitas adesivas são formadas por duas partes: o dorso e o adesivo. O dorso geralmente suporta temperaturas bastante elevadas, como 600ºC. Já o adesivo costuma ser menos resistente, aguentando até 120ºC.

Mas, há uma fita mais resistente, que pode ser utilizada em altas temperaturas. É a feita de PTFE (politetrafluoretileno), conhecido como Teflon (R). Graças a esse elemento, a fita de PTFE tem um resistência que suporta até 260ºC.

Por isso, ela é usada como revestimento antiaderente em cilindros, esteiras de máquinas de envase e embalagem.

 

3. E também qual suporta temperatura muito baixas

Há a fita que aguenta uma temperatura elevada e também aquelas que podem ser usadas em temperaturas baixíssimas. O modelo que suporta a menor temperatura é a Tectape 190, que pode ser utilizada em ambientes com até -73ºC.

Ela aguenta essa temperatura, porque é feita de filme de PTFE (Teflon) e adesivo de silicone. Como suporta até -73ºC, a Tectape 190 é frequentemente aplicada na montagem e isolamento de cabos elétricos de aviões.

 

4. É seguro usá-la em aviões

Como foi dito, a fita de PTFE é usada em aviões, porque aguenta temperaturas bem baixas. Mas, além dela, as fitas multiusos também podem ser utilizadas para fazer reparos em aeronaves, no revestimento de aviões para reforçar a proteção aos raios UV e dar mais segurança.

Elas são aplicadas em aeronaves, pois tem alta resistência à tração e podem ser coladas em diferentes superfícies. A utilização das fitas multiuso em aviões é certificada e bastante segura, então não é preciso se preocupar quando você ver pela janela do avião uma fita colada na asa.

 

5. Não há como a fita colar nela mesma

Algumas pessoas se perguntam como a fita adesiva não cola nela mesma e fica toda grudada no rolo. Não há como isso acontecer, porque os dorsos de todas as fitas têm uma camada de tratamento antiaderente.

Dessa forma, a fita não gruda nela mesma e o desenrolamento dela pode ser feito de forma suave, rápida e sem desperdiçar o material.

 

6. Consegue colar itens em superfícies com silicone

Somente as fitas que possuem adesivo de silicone são capazes de colar itens em superfícies com silicone, pois são as únicas que conseguem fazer com que os substratos desse material realmente fiquem unidos.

Isso é ótimo, porque dá uma opção para os projetos que possuem superfícies de silicone e desejam utilizar fitas adesivas em seus desenvolvimentos. 

Um excelente exemplo de fita adesiva que pode ser usada em superfícies de silicone é a Tectape 130, que é formada por um dorso de poliéster e um adesivo de silicone.

 

7. A criação da fita multiuso na década de 1940

A fita adesiva foi criada nos Estados Unidos na década de 1940 com o objetivo de reparar canos quebrados ou danificados especialmente no inverno, já que o choque de temperatura dessa estação costumava comprometer os canos. Por isso, ela era chamada de duct tape, ou seja, fita de duto.

Como ela era impermeável, forte o suficiente para vedar e fixar diferentes materiais, rapidamente a duct tape começou a ser usada em outras aplicações e a se transformar nas fitas multiuso usadas hoje em dia.

Atualmente, já é possível encontrar alguns tipos de multiuso que possuem características próprias e são indicadas para determinadas superfícies ou ambientes.

 

8. Já foi para Marte

O modelo multiuso já foi parar até em Marte! Isso aconteceu porque fitas multiuso foram usadas em uma sonda enviada à Marte pela NASA, que desejava procurar evidências de matéria orgânica e vida no planeta.

Nessa operação, as fitas entraram em contato com os raios UV e liberaram gás metano no local. A NASA investigou a presença desse material no planeta, já que ele pode ser produzido por seres vivos, mas concluiu que o gás era proveniente realmente das fitas.

 

Depois de conferir essas curiosidades, é possível entender como a fita adesiva é verdadeiramente resistente e pode ser usada em diversos projetos. 

Aqui na Day Brasil trabalhamos com um amplo catálogo de fitas justamente para atender cenários de diferentes negócios. E todos os produtos possuem alta qualidade e confiabilidade para garantir que as aplicações sejam seguras. 

Então, se você está considerando usar uma fita adesiva em um projeto de sua empresa, fale com um de nossos especialistas para encontrar o modelo ideal para seu trabalho! 

 

Day Brasil

Gerente de Marketing Day Brasil

Você também pode gostar...

Fitas adesivas Curiosidades

8 Curiosidades sobre fita adesiva

por Day Brasil

8 Curiosidades que você não pode dormir sem saber Leia mais >>

vinil cast e calandrado Curiosidades

Conheça as diferenças entre o vinil Cast e o Calandrado

por Day Brasil

Saiba como escolher o melhor vinil para o seu projeto Leia mais >>

UHMW Curiosidades

CHAPA UHMW: Afinal de contas, o que é?

por Day Brasil

O que é ultra alto peso molecular? Leia mais >>

Acm, Kynar Curiosidades

ACM KYNAR ou PVDF: qual o termo correto?

por Day Brasil

ACM KYNAR OU PVDF: QUAL O TERMO CORRETO? Leia mais >>

Compacto ou alveolar Curiosidades

Tipos de policarbonato – Entenda a diferença entre compacto e alveolar

por Day Brasil

Conheça as diferenças entre os principais tipos de policarbonato Leia mais >>

Proteção acrílico Cases de Sucesso

Escritórios e academias – Conheça exemplos de aplicação de barreiras

por Day Brasil

Barreiras de proteção transparentes Leia mais >>

Precisa de ajuda? Fale conosco

Converse com a nossa equipe de atendimento via Whatsapp.

  • Construção Civil e
    Comunicação Visual

    Das 8h às 12h e das 13h às 17h30 de segunda a sexta-feira.

  • Indústria

    Das 8h às 12h e das 13h às 17h30 de segunda a sexta-feira.

    Preencha os campos abaixo com seus dados para que possamos retornar, caso caia a conexão.



    Voltar

      Preencha os campos abaixo com seus dados para que possamos retornar, caso caia a conexão.



      Voltar